Weather (state,county)

Ultimas Notícias

Policiais Penais do Tocantins se formam em curso inédito de monitoração eletrônica de pessoas, 1º do Brasil.

 


Trinta e oito policiais penais do Tocantins se formaram no curso de técnicas de monitoração eletrônica de pessoas promovido pela Escola Superior de Gestão Penitenciária e Prisional (Esgepen) na tarde desta sexta-feira (11).

O curso foi realizado em parceria com a Polícia Militar e teve a finalidade de capacitar 28 homens e 10 mulheres com foco em aprimorar os serviços de monitoração eletrônica, em especial, a fiscalização dos monitorados.


O secretário executivo da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), Geraldo Cabral, participou da cerimônia de formatura e destacou o protagonismo dos policiais penais para ressocialização da pessoa que cometeu crime.

“Para a boa execução da pena com vistas a reinserção social, nós contamos com o trabalho dedicado dos servidores do Sistema Penitenciário e da participação da sociedade, pois, como se sabe, o crime nasce no seio da sociedade. Diante disso, cumprimento os formados pela dedicação durante o curso”, disse.


O superintendente de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional da Seciju, Orleanes de Sousa Alves, parabenizou a participação dos policiais penais no curso. “Este é o primeiro curso do país sobre procedimentos de monitoração eletrônica de pessoas e, por isso, quero parabenizar os 38 policiais penais que participaram de forma comprometida com o aperfeiçoamento teórico e especializado. Hoje a responsabilidade dos servidores formandos que atuam nas Centrais de Monitoração Eletrônica aumenta, mas tenho a certeza que estão aptos a lidar com todas as demandas que irão surgir”, ressaltou.

O gerente de Monitoramento Eletrônico de Pessoas da Seciju, Rhomenyng de Sousa Afonso, agradeceu a equipe por abraçar a ideia de realizar o curso pioneiro no Brasil e falou sobre a aprendizagem adquirida durante os 15 dias. “No decorrer das instruções práticas foi possível absorver muito mais do que técnicas. Aprendemos valores éticos e morais, aprendemos sobre a importância da união da equipe e a diferença que esse entrosamento fará em situações reais de combate”, destacou.


fonte:afnoticias.com.br

Nenhum comentário